domingo, Abril 06, 2014

A Índia na verdade é ainda isto!

Não vale a pena branquear. Quando se fala em novas superpotências, estamos a falar de quê?
Os homens (?) indianos - não todos, claro está - estão abaixo de qualquer comentário, na base de qualquer escala, não existem desculpas. Direitos humanos? 

quinta-feira, Março 06, 2014

O fraco papel da Informação na manifestação

O papel é informar.

Mas o que se viu e ouviu foram repórteres 'histéricos' à espera de problemas de modo a que a sua carreira saia, quiçá, valorizada. A forma de descrever os factos, aos 'gritos', rematando frases que incluiam 'barril de pólvora', pedidos de declarações dizendo que 'não filmavam as caras', desde as mantas para incêndios até à expectativa 'babosa' de que os confrontos sejam facto, deixa o espectador de cabelos em pé, porque as imagens, por muito expectativa que levantem, diziam o contrário.

EXcelente actuação das Forças de Intervenção. Afinal: são todos parte do mesmo sector: forças de segurança pública e paga pelos portugueses.

Dizia uma repórter, ' o ambiente está inflamado, ao centro da escadaria'.  5 segundos depois, 'Nesta altura, o ambiente acalmou.' Uma voz, supostamente de um polícia diz agora, 'somos todos polícias, está tudo controlado', repete com voz definitivamente calma.

Histerismo numa reportagem destas é o pior serviço que se pode dar aos espectadores. Nem se viu ou ouviu nada disto nos acotecimentos que se mantêm na Ucrânia e que deixam a Europa e o mundo em suspenso. Tínhamos que ser  nós, em Portugal, a fazer da manifestação da polícia um incrível acontecimento mundial!

Uma pérola de reportagem: '(...) acabou de terminar a reunião com Conceição Esteves (...)'. Diz tudo!

Governo incompetente e ministro fora da realidade!

Não é concebível haver manifestações de forças de segurança em países 'desenvolvidos' mesmo que sejam dos mais pobres da melhor civilização.

Sindicatos de polícias? Não faz sentido que um sistema organizado, mesmo que estejamos a atravessar um período histórico em que o papel do Estado é mais fraco, como actor essencial para o funcionamento de um sistema delimitado e político, discuta as condições de vida, em manifestações de rua. Inacreditável: só numa Europa desorganizada e assimétrica. As forças de segurança não podem ter problemas de condições. De outro modo vivemos num Estado em profunda crise, e as crises profundas acabam normalamente... mal!

Para onde vai o dinheiro dos impostos, pago pelos cidadãos que se mantêm no respeito das normas democráticas?

A Polícia - seja esta de que especialidade for -  não pode ser tratada como outro sector no ambito público: é um sector especial. Observar as imagens que a media mostra na manifestação de hoje, é uma situação constrangedora. É uma vergonha porque demonstra a inépcia deste ou de qualquer governo que tenha que enfrentar uma situação deste tipo.

Afinal, Portugal mantém-se como sonho e nada mais que isso.
ESta manifestação - tendo que ser autorizada, após negociações fracassaadas - nunca poderiam descambar para situações fora do controlo. A comissão deveria ter sido recebida pela Assembleia da República, e anunciado de forma célere.

Se o Governo quis mostrar firmeza, não valeu a pena. Este Governo está diariamente a pôr-se a jeito, e a democracia ouo que resta dela, encontra-se verdadeiramente em perigo.


terça-feira, Março 04, 2014

Estes políticos do século XXI estão loucos?

Ao ler o artigo no NYT é perceptível a ingenuidade que por aí pulula.

Os dados da CIA são apenas dados da CIA e são escritos, pelo tom, como se de uma notícia corrente se tratasse. Estes iluminados ainda não perceberam que Putin tem tudo na mão. As análises que se vão lendo por aí mostram-se completamente académicas e tratam o assunto Ucrânia como se estivéssemos no século XX, no início - e Putin actua precisamente dessa maneira, mas como bom xadrezista sabe que o ocidente encontra-se sem saber o que fazer. Medidas de carácter económico é oferecer a Ucrânia de bandeja.

A boa notícia é: hoje não pode haver 'guerra' clássica. Mas podem existir loucos e em cargos de enorme responsabilidade para o mundo onde vivemos.
E nenhuma das potências clássicas e poderosas pode ou deve pegar em armas. Putin pode ser: louco. Mas sabe que está a entalar a Europa e os EUA. O Irão  está de 'olho' no assunto e a Síria de cadeirinha enquanto vai liquidando o que estiver ao seu alcance, internamente.

Israel ainda não disse nada. Curioso. O que se está a passar?
E os americanos pensavam que isto não era possível: enganaram-se. Estes tipos são um problema enorme. Sochi foi o sinal para o arranque. Os europeus. mais uma vez, mostram-se ingénuos e gordos.
Vamos ver o que dá a vaidosa habilidade da alemã e os toques afectados da clientela ocidental.

domingo, Março 02, 2014

O ocidente, a Europa e os EUA foram muito longe

Hoje pode presumir-se que as expectativas que foram dadas ao povo ucraniano pelos vários responsáveis europeus e americanos nos últimos anos, sabendo que pressionavam Putin e nada mais, são esperanças vãs.
Quem se juntou de forma honesta aos movimentos políticos internos, na Maidan, à espera de uma intervenção militar do ocidente no caso de uma invasão russa encontra-se hoje desiludido. A Europa e os EUA vão castigar a Rússia através daquela coisa invisível chamada economia. Nada mais!
Fracasso!

sexta-feira, Fevereiro 28, 2014

Ucrânia: uma notícia 'fora da realidade'

O exemplo de uma notícia 'fora da realidade'.
Na CNN, no NYT, no Euronews, em todos estes órgãos noticiosos paira a dúvida, cidades chave da Crimeia e os seus aeroportos continuam a ser patrulhados por tropas 'sem distintivo', as manobras soviéticas mantêm-se cada vez mais dinâmicas, todos os comentadores e especialistas narram a situação como complexa - porque qualquer movimento mesmo sem cariz intencional pode aumentar o nervosismo - e o Expresso online escreve esta 'caixinha' descrevendo factos que não têm sentido nem lugar. Palavras para quê?

quinta-feira, Fevereiro 13, 2014

Líbano: e por que não 'callarse'?

É melhor que peçam inquéritos ao que se passa na vizinha Síria, onde o impensável acontece diariamente.
Parabéns à esquiadora. A beleza faz falta ao mundo actual e a hipocrisia 'não'!

quarta-feira, Fevereiro 12, 2014

Cuidado com o Director do Zoo de Copenhaga

Naturalmente que cientista não é, mas estúpido e atrevido, poderá até ser: assim o atestam as declarações que fez sobre o acto que mandou praticar.
Como é humano pensa que vive na Terra há mais tempo que os outros, portanto 'abata-se', mas mais do que isso. Ensinemos as crianças da Terra que nós é que mandamos nisto, e como os leões precisam de se alimentar, carga ao mar! Aprendam, ignorantes.
Os nórdicos também têm os seus 'almanaques'!

quinta-feira, Janeiro 23, 2014

Problemas: tem razão, Monteiro

Tem toda a razão. Por onde andamos nós? Afinal qual é o maior problema? Porque vives?... e tal. Tem toda a a razão, Monteiro.

terça-feira, Janeiro 21, 2014

Matança dos golfinhos no Japão

Vergonha! E sentimentos novos. Inenarráveis, após ter visto as imagens de desumanidade apresentadas na pele de serres humanos 'disfarçados' de japoneses.
Vergonha: pelo atraso civilizacional revelado.
Vou deixar cair a minha ternura pelo Japão? Vou misturar tudo o que é japonês? Vou esquecer-me de que onde vivo tenho gente que poderia fazer 'aquilo'? Não. Não me vou esquecer desses por maiores.
 Mas não perdoo, mesmo que compreenda a sua percepção política, o primeiro ministro japonês que tive ocasião de ver hoje na TV a justificar as necessidades internas e a chamar recursos aos golfinhos. NOJO!
Pena, tenho pena, mas vou desistir de ser 'também' japonês!

sexta-feira, Dezembro 20, 2013

Advogadas: bom gosto, bom clip

Parabéns: não fizeram nada de mal. Sendo a preto e branco, acabaram com o cinzentismo e deixaram muitos com medo da concorrência. Parabéns!

terça-feira, Dezembro 17, 2013

Gatos e jornalista: lamentável!

Quando é bom, diz-se que é bom; quando é mau, deve dizer-se que é... mau!
O que se passou - humor e prestação ao vivo e da parte de todos - foi lamentável.
Aguardemos.